Follow by Email

sábado, 14 de maio de 2011

Ao Acordar

Preparação

O dia que surge é oportunidade nova, nem sempre percebida pelos que vivem enredados em dificuldades multiplicadas.
O sol que inunda de luz o Mundo, penetrando com seus raios os mais ocultos lugares, é mensagem de renovação.
O ar fresco da manhã, a relva ainda úmida do orvalho da madrugada fala de um doce e lento despertar.
Tal qual a manhã que desabrocha, lenta, aos beijos do sol, compete-nos atender algumas regras a fim de bem aproveitar o novo dia.
Antes de qualquer atividade, reservemo-nos uns minutos. Abrindo os olhos, observemos com calma o local onde nos encontramos e agradeçamos a Deus a bênção do corpo carnal, o teto que nos agasalha, as mil pequenas coisas do lar que se constituem na nossa riqueza material.
Erguendo-nos do leito busquemos um livro nobre e façamos uma pequena leitura de página de otimismo e consolo. Página que nos fixe na mente mensagens positivas e agradáveis.
Permitamo-nos meditar por alguns minutos no seu conteúdo valioso, com o objetivo de gravá-lo nas delicadas telas da memória.
Impregnados da mensagem positiva, estabeleçamos uma disposição favorável para as lutas que tenhamos a enfrentar: trabalhos exaustivos, enfermidades, revezes de toda sorte.
Encerremos esses preciosos instantes com uma prece, através da qual busquemos sintonizar com o Pensamento Divino, Dele rogando inspiração e forças.
Agora, e somente agora, nos encontramos equipados com energias positivas e nos podemos permitir o confronto das tarefas árduas do dia que apenas começa.
Assim como nosso corpo necessita ser preservado e mantido, com os cuidados da higiene, da conservação da saúde dos órgãos, a fim de não ser bruscamente interrompida a sua existência, nossa alma precisa de atendimento especial.
Por vezes, cultuamos em demasia o corpo, esmerando-nos em atenções para com ele, atendendo a imperativos de dietas, exercícios, caminhadas, massagens e nos esquecemos de igualmente atender o Espírito imortal.
E é o Espírito o responsável pela organização corporal, pela geração de forças que facultam a vida física.
Por isso, ele necessita de atenção a fim de que não se desarticulem seus equipamentos delicados, quando então se torna campo propício ao desalento, ao desfalecimento e à tristeza injustificável.
Poucos minutos, diariamente, bastam para alimentá-lo na fonte inesgotável que emana de Deus, nosso Pai.
Não nos esqueçamos disto!
A meditação é combustível precioso que mantém o vigor moral e movimenta a máquina da ação.
É sempre terapia que oferece paz.
Toda criatura tem necessidade de meditar e de orar, porque aprofundando meditações nos ricos conceitos do Evangelho, seguirá pela vida de forma digna e consciente.


Redação do Momento Espírita, com base no cap. 2 do livro Episódios diários, pelo Espírito Joanna de Ângelis, psicografia de Divaldo Pereira Franco, ed. Leal e no verbete Meditação do livro Repositório de sabedoria, v.2, pelo Espírito Joanna de Ângelis, psicografia de Divaldo Pereira Franco, ed. Leal.

quarta-feira, 27 de abril de 2011

Workshop Transição Planetária

Não percam dia 01 de maio, na Rádio Fraternidade, Divaldo P Franco - das 09:00 as 18:00 - O Workshop "Transição Planetária". Ao vivo.

terça-feira, 19 de abril de 2011

Ao levantar-se




Agradeça a deus a benção da vida, pela manhã.
Se você não tem o hábito de orar, formule pensamentos de serenidade otimismo,
por alguns momentos, antes de retornar às próprias atividades
Levante-se com calma.
Se deve acordar alguém, use bondade,gentileza, reconhecendo que gritaria ou
brinacadeira de mau gosto não auxiliam em tempo algum.
Guarde para com tudo e para com todos a disposição de cooperar para o bem.
Antes de sair para a execução de suas tarefas, lembre-se de que é preciso
abençoar a vida para que a vida nos abençoe.

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011


Amor ao próximo


Como é difícil colocar em nossas mentes tamanha faculdade que reza amar nossos semelhantes como irmãos! Como é difícil compreender que tudo se baseia nisso!A máxima do Cristo consiste em amar o próximo como a ti mesmo. Tudo o que há de adjacente em relação à esta idéia, está no campo do complemento doutrinário em busca da evolução.Os exemplos são escassos na Terra, mas abundantes em planos superiores. As informações que orientam nossa conduta existem, e ninguém pode alegar ignorância, mas mesmo assim, quando se encerram os dias, as somas do que fizemos em prol dos nossos próximos calculam ínfimos números ante todas as possibilidades que temos de fazer o bem.É claro que vivemos em tempos turbulentos, e é claro que, mais do que nunca, se tem luz para enxergar o que é necessário fazer, por onde devemos trilhar no caminho para o alto.Mas por onde começar?Por uma outra máxima: Faça aos outros o que gostaria que fizessem para você!Você gosta de receber gentilezas, of...
Fonte: Fórum Espírita

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Terra planeta de provas e expiações ou de Regeneração?

"Há muitos milênios, um dos orbes da estrela Capella, na Constelação do Cocheiro, localizado a cerca de 42 anos-luz da Terra, atravessava importante momento de transformação, passando da posição de mundo de expiações e provas para o mundo de regeneração.
... Através de incessantes esforços evolutivos, o povo atingira um novo estágio para o orbe, que não mais poderia abrigar aqueles que insistiam em opr-se ao bem e à luz. Esses espíritos rebeldes e recalcitrantes no mal - milhões deles foram então, por decisão de entidades elevadas que dirigem o Cosmo, exilados de seu mundo e enviados para a Terra, um orbe primitivo e em início de desenvolvimento.
... Na Terra, essas almas que haviam recusado render-se diante do Criador do Universo teriam nova oportunidade - através da dor e do sofrimento a que seriam submetidas pelas condições naturais do planeta em formação - de lapidar seus sentimentos e, finalmete, aceitar sua destinação gloriosa, no caminho para Deus." (Exilados de capela - Edgard Armond - Editora Aliança).
Essa é a estória da terra no momento, de que lado você está? Vais permanecer aqui? Ou partir prá outra? Muita Paz! Que Jesus te abençoe.

sábado, 27 de março de 2010

Para nossa reflexão

PALAVRA FALADA


"Porque não há coisa oculta que não haja de manife star-se,
nem escondida que não haja de saber-se e vir à luz. Vede,
pois, como ouvis." - Jesus. (LUCAS, 8:17-18.)
A palavra é vigoroso fio da sugestão.
É por ela que recolhemos o ensinamento dos grandes orientadores da Humanidade, na
tradição oral, mas igualmente com ela recebemos toda espécie de informações no plano
evolutivo em que se nos apresenta a luta diária.
Por isso mesmo, se é importante saber como falas, é mais importante saber como ouves,
porquanto segundo ouvimos, nossa frase semeará, bálsamo ou veneno, paz ou discórdia,
treva ou luz.
No templo doméstico ou fora dele, escutarás os mais variados apontamentos.
Apreciações acerca da Natureza...
Críticas em torno da autoridade constituída... Notas alusivas à conduta dos outros...
Opiniões diferentes nesse ou naquele acém...
Cada registro falado traz consigo o impacto da ação. Contudo, a reação mora em ti
mesmo, solucionando os problemas ou agravando-lhes a estrutura.
Por tua resposta, converter-se-á o bem na lição ou na alegria dos que te comungam a
experiência ou transformar-se-á o mal no açoite ou no sofrimento daqueles que te
acompanham.
Saibamos, assim, lubrificar as engrenagens da audição com o óleo do amor puro, a fim de que a nossa língua traduza o idioma da compreensão e da paciência, do otimismo e da caridade, porque nem sempre o nosso julgamento é o julgamento da Lei Divina e,
conforme asseverou o Cristo de Deus, não há propósito oculto ou atividade
transitoriamente escondida que não hajam de vir à luz,

atenciosamente

Fonte: Centro Espírita Kardecista no Caminho da Luz